Missões de História da Família

    Informações Básicas sobre as Missões de História da Família

    O uso da expressão “acelerar a obra” é muito comum na Igreja.

    Os missionários de proselitismo ajudam na aceleração da obra e o reflexo disso é percebido no fato de que novas missões foram ou ainda serão criadas. Os jovens são incentivados a ser dignos e agora, com a redução da idade para sair em missão, podem começar a servir mais cedo. O Presidente Thomas S. Monson ensinou que, além do trabalho missionário e das ordenanças feitas para os vivos em escala mundial e em ritmo acelerado, “acelerar a obra” inclui o trabalho por aqueles que já atravessaram o véu e anseiam pela entrada no rebanho (ver “Acelerar o Trabalho”, A Liahona, junho de 2014, pp. 4–5).
    Por isso, a Igreja chama e designa missionários para trabalhar especificamente com a história da família. Com a maior ênfase no templo e nas iniciativas de história da família, o Departamento de História da Família está buscando ter mais missionários, sejam casais ou pessoas solteiras.


    Há três tipos diferentes de experiências missionárias com a história da família que atendem a uma variedade de circunstâncias da vida. Os membros podem servir uma missão de história da família longe de casa, perto de casa ou mesmo de sua própria casa. “Se um missionário quer servir em uma missão de tempo integral de 18 a 24 meses, longe de casa, nós oferecemos essa experiência”, disse Art Johnson, gerente de desenvolvimento de recrutamento da força de trabalho do Departamento de História da Família. “Se quiserem servir em sua comunidade local, temos essas experiências de serviço disponíveis. Se desejam servir em casa, também podemos oferecer isso.”

    Servir Longe de Casa

    Há a oportunidade de servir em Salt Lake City, na maior missão da Igreja: a Missão na Sede de História da Família, na Praça do Templo, em Salt Lake City. Os missionários em Salt Lake City analisam registros genealógicos, auxiliam usuários nas pesquisas, digitalizam fotos ou trabalham com os sistemas do FamilySearch e seus demais serviços. Qualquer treinamento necessário lhes é fornecido. Por haver tanto trabalho e tantos missionários, há muito espaço para criar relacionamentos com aqueles que servem nas redondezas. Ao compartilhar o amor do trabalho e o serviço na história da família, os missionários conseguem estabelecer amizades duradouras.
    MISSIONARIA.jpg

    Outras oportunidades de servir longe de casa incluem a preservação de registros históricos em arquivos de todo o mundo, capturando imagens digitais desses registros com equipamentos fornecidos pelo FamilySearch. Em seguida, essas imagens digitais são processadas para a indexação e disponibilizadas ao público no site FamilySearch.org. “Todos os anos, há conteúdo genealógico destruído — registros de censos são queimados, fóruns são inundados”, disse o irmão Johnson. “Sentimos que há uma corrida contra o tempo para preservar esse conteúdo antes do desastre seguinte acontecer.” Os missionários que preservam esses registros realizam um serviço vital, permitindo que esses registros venham a ser guardados e preservados de maneira duradoura. Casais missionários de tempo integral também podem ser designados a servir em escritórios de área, ajudando a promover o trabalho de história da família por todo o mundo.

    Servir Perto de Casa

    Além da Biblioteca de História da Família no centro de Salt Lake City, há 14 bibliotecas do FamilySearch no oeste dos Estados Unidos e uma biblioteca do FamilySearch em Londres, Inglaterra. Os missionários ajudam as pessoas a encontrar seus antepassados e a preparar seus nomes para o templo. Embora as instalações de uma biblioteca do FamilySearch ofereçam uma maneira conveniente de servir, o irmão Johnson deixou claro que é exigido compromisso. “Estamos procurando missionários para servir em qualquer lugar de 15 a 30 horas por semana, para auxiliar os usuários visitantes e para responder às perguntas dessas pessoas”, disse ele. “É uma oportunidade para os membros serem abençoados por seu serviço, assim como abençoarem outras pessoas por meio do serviço que prestam.” Ao doar seu tempo e sua energia para o Senhor, os missionários de história da família são recompensados com um senso de realização e com experiências que causam mudanças em sua vida.

    A Síster Pat Jensen, que serve com seu marido, o Élder Brad Jensen, gosta muito de servir como diretora da biblioteca do FamilySearch em Riverton. Ela não apenas aprecia o trabalho de história da família, mas ama as pessoas com quem ela serve. “Trabalhamos com 150 das melhores pessoas da Terra”, disse ela. Pessoas de todas as idades visitam a biblioteca do FamilySearch em Riverton, todas as semanas. Uma média de 400 jovens visitam-na semanalmente. “[No passado], os jovens vinham e eram barulhentos”, disse ela. “Nossos usuários frequentes não ficavam felizes com o barulho.” No entanto, depois de se acostumar com os jovens visitantes, as reclamações vieram por causa do silêncio. A irmã Jensen disse que os usuários perderam a vibração e o entusiasmo com o trabalho da história da família que os jovens traziam consigo. Para que o missionário sirva em uma missão dessas, o candidato deve viver próximo a uma das 15 bibliotecas do FamilySearch.

    MISSIONARIA_2.jpg

    Outra oportunidade de servir em casa é por meio de um centro de preservação de registros. Há vários lugares onde os missionários servem ajudando a preparar o conteúdo genealógico para indexação e publicação, escaneiam livros e criam cópias digitais. O Élder David Slagowski e a Síster Barbara Slagowski, que ajudam a montar e a gerenciar vários centros de preservação de registros, estão servindo sua segunda missão juntos. “Realmente estamos trabalhando para o Senhor e estamos fazendo algo importante. Sabemos que estamos em uma missão”, disse a irmã Slagowski. Além de seu amor pelo trabalho, eles têm estimado a chance que têm de conhecer outros missionários. “A parte favorita de nossa missão tem sido conhecer os outros missionários e ver sua dedicação e disposição para fazer o trabalho”, disse o Élder Slagowski.

    Servir em Casa

    Devido ao departamento de história da família receber mais de 500.000 telefonemas, e-mails ou chats anualmente — sendo aproximadamente o mesmo número de usuários que visitam anualmente a biblioteca de história da família em Salt Lake City — há uma necessidade enorme de membros dispostos a servir em uma missão em seu lar. “Criamos uma oportunidade na qual centenas de membros da Igreja no mundo todo que servem a partir de casa”, disse o irmão Johnson. “Os missionários servem em um ambiente virtual no conforto do lar.” Os missionários usam sua conexão de Internet e o telefone pessoal como sua estação de trabalho. Os missionários que servirão no Suporte do FamilySearch recebem treinamento por 20–25 horas semanalmente, obtendo cerca de sete semanas de preparação antes de servirem. O treinamento é feito por meio de seminários online, do Skype e de outros meios de comunicação. Depois que os missionários terminam o treinamento e conectam-se para começar a trabalhar, eles são transferidos para a linha direta (0800) do FamilySearch, por meio da qual eles podem receber telefonemas de pessoas em todo o mundo. Eles fornecem assistência amigável, precisa e oportuna para qualquer pergunta sobre história da família. O departamento de história da família criou meios para que esses missionários que trabalham diretamente de casa interajam com os outros missionários que servem a partir de casa. Por trabalharem da forma que lhes é ensinada durante os treinamentos, “os missionários podem desenvolver relacionamentos estreitos e amigáveis”.

    Preparação para Servir

    Membros interessados devem visitar o site Missionário de História da Família em lds.org/missaohf. No site, eles podem aprender sobre as opções disponíveis e, com essas informações, eles podem decidir qual das opções será a que melhor se enquadra para eles. Depois que fazem suas pesquisas, eles vão para uma entrevista com o bispo e com o presidente de estaca e ambos ajudarão o candidato com a recomendação para servir como missionário. 

    “Uma coisa que queremos enfatizar”, disse o irmão Johnson, “é que isso não é exclusivamente uma oportunidade de serviço norte-americana ou em inglês, mas uma experiência global de serviços fornecidos em vários idiomas”. O Senhor precisa de pessoas dispostas a dedicar seu tempo e seus esforços para Sua obra em todos os aspectos, quer seja para proselitismo ou no trabalho de templo e história da família. “Há membros que vivem a vida inteira sem poder usar a plaqueta [missionária]. A missão de história da família oferece a oportunidade dessas pessoas usarem uma plaqueta. Se tiverem o desejo de servir, podem ser chamados para o trabalho. Vamos criar uma experiência missionária que se enquadra nas circunstâncias individuais de cada membro.”

    • Mais informações sobre missões de tempo integral e parcial da história da família podem ser encontradas visitando o site lds.org/missaohf, pelo telefone gratuito 0800 891 6465 ou enviando um e-mail para missao@familysearch.org.