Ajustes temporários realizados na adoração nos templos em todo o mundo

    As mudanças terão efeito a partir de 16 de março de 2020 em todos os templos no mundo

    A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias enviaram a seguinte carta em 13 de março de 2020 aos membros da Igreja em todo o mundo.

    Prezados irmãos e irmãs,

    As rápidas mudanças nas condições de saúde ao redor do mundo têm sido uma fonte de grande preocupação. Muitos governos colocaram restrições que exigiram o fechamento temporário de muitos templos. Ao buscarmos em espírito de oração equilibrar essas limitações e a necessidade de darmos continuidade ao trabalho do templo, decidimos fazer os seguintes ajustes, que entrarão em vigor a partir do dia 16 de março de 2020 em todos os templos ao redor do mundo.

    • Nos locais onde o governo ou outras restrições sobre reuniões públicas e/ou religiosas impediriam, de modo efetivo, as atividades nos templos, as ordenanças vicárias e próprias serão temporariamente suspensas.

    • Nos locais onde o governo ou outras restrições não impedirem todas as atividades nos templos, as seguintes ordenanças próprias serão realizadas de acordo com a capacidade, apenas com horário marcado, para: ordenanças de selamento de marido e mulher e de filhos aos pais, iniciatórias e investiduras próprias. De modo temporário, as ordenanças pelos mortos não serão realizadas.

    • Todos os alojamentos serão fechados.

    Os membros da Igreja receberão instruções quando agendarem suas ordenanças próprias. Membros que já tiverem agendado suas ordenanças serão contatados pela equipe do templo.

    Serão tomadas medidas em todos os templos para minimizar o risco de disseminação da doença, inclusive a redução de pessoas servindo no templo, a limitação de convidados nas ordenanças próprias e o cumprimento das diretrizes de interação entre os membros no templo.

    Informações adicionais serão fornecidas à presidência dos templos, e futuros ajustes serão feitos conforme a necessidade.

    Esperamos ansiosamente o momento em que os templos poderão novamente operar em sua capacidade total e levar as bênçãos do trabalho do templo para os membros e seus antepassados.

    Atenciosamente,

    A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos